Curiosidades Religiosas

Tudo sobre o Ano Santo da Misericórdia

No dia 8 de dezembro de 2015, o Papa Francisco abriu a Porta Santa na Basílica de São Pedro de Roma, durante a festa da Imaculada Conceição, para dar início ao Jubileu Extraordinário da Misericórdia. Trata-se de uma bela tradição em que a porta simboliza a abertura de um caminho extraordinário para a Salvação e a Igreja prega que os fiéis devem se converter e se reconciliar com Deus, por meio de ações e gestos de amor e devoção ao próximo.

Se você deseja celebrar esse período tão especial na vida dos cristãos e entender melhor o seu significado, veja aqui tudo sobre o Ano Santo da Misericórdia e o que você pode fazer para atender à proclamação deste Jubileu!

A história do Jubileu do Ano Santo

O Jubileu católico originou-se do Jubileu hebraico, que acontecia a cada 50 anos. Nesta época, era realizado o ano sabático em que os judeus cumpriam certas distinções, tais como não cultivar e viver apenas daquilo que a terra oferecia espontaneamente, libertar todos os escravos, perdoar as dívidas e muito mais.

No catolicismo, o jubileu passou a ser celebrado no ano de 1300, mas foi apenas em 1475 que o Papa Sisto IV denominou este período como Ano Santo. Ele tem um sentido mais espiritual quando comparado à celebração do judaísmo, e é um período em que se oferece o perdão, indulgências e conduz os fiéis para agirem de acordo com as práticas divinas.

O Ano Santo pode ser ordinário, que é aquele que acontece, por costume, a cada 25 anos, ou pode ser extraordinário, quando é instituído por um Papa para marcar um fato especial. O primeiro Jubileu Extraordinário aconteceu em 2000, convocado por João Paulo II para celebrar a chegada do 3° milênio e comemorar os 2000 anos de Jesus Cristo.

Leia Também   Como Conduzir um Grupo de Oração?

Por que este será o Ano Santo da Misericórdia?

Ao convocar um Jubileu Extraordinário com o tema da Misericórdia de Deus, Papa Francisco reforçou tudo aquilo que têm pregado ao longo dos seus anos de papado e quis reforçar a experiência de misericórdia vivida pela Virgem Maria. Além disso, esse Ano Santo também tem como objetivo comemorar o 50º aniversário da conclusão do Concílio Vaticano II.

Quais são as obras de misericórdia?

As obras de misericórdia são os gestos e atos de devoção que temos que praticar de forma mais veemente durante o Ano Santo. Para este jubileu, temos ao todo 7 obras espirituais e 7 corporais, sendo elas:

Espirituais

– Corrigir os que erram
– Doutrinar os ignorantes
– Ter paciência com as fraquezas do próximo
– Perdoar as ofensas
– Rezar por todos
– Oferecer bons conselhos
– Consolar aqueles que se afligem

Corporais

– Receber os peregrinos
– Dar de beber a quem tem sede
– Alimentar aqueles que têm fome
– Oferecer vestimentas aqueles que não as têm
– Visitar os presos
– Visitar os doentes
– Enterrar os mortos

É preciso ir a Roma para passar pela Porta Santa?

Apesar da Porta Santa estar localizada na Basílica de São Pedro de Roma, durante o Jubileu extraordinário, diversas igrejas, dioceses e santuários espalhados pelo mundo possuem pelo menos uma Porta Santa destinada aos fiéis que desejam cruzá-las para ganhar as indulgências do Ano Santo.

Gostou deste artigo? Compartilhe com seus amigos e familiares e não deixe de acompanhar os posts do blog da SJO para saber mais sobre estes e outros temas que cercam a vida cristã!

Leia Também   Entenda os símbolos católicos

Aproveite também para baixar o nosso e-Book gratuito sobre as principais festas celebradas na Igreja Católica

 

Você também vai gostar de ler:

Cadastre-se para receber

notícias e promoções.

Comentários

Loja SJO - Produtos em Destaque