Santos Católicos

Por que Santo Antônio é considerado o santo casamenteiro?

Toda moça solteira, de família tradicional católica, já ouviu da vó, tia ou da própria mãe que para arranjar marido nada melhor do que pedir para Santo Antônio que lhe encontre um bom partido.

Mas, a verdade é que poucas pessoas conhecem a história deste importante personagem da Igreja Católica e tampouco sabem sobre as origens das superstições ligadas a ele. Por isso, você vai ver aqui por que Santo Antônio é considerado o santo casamenteiro e de onde surgiram as crenças populares. Confira!

Quem foi Santo Antônio?

Você sabia que Santo Antônio não era Antônio de batismo? Quando nasceu, no ano de 1195, em Portugal, ele se chamava, na verdade, Fernando Bulhões. Filho de pais nobres e de família rica, Santo Antônio gostava de estudar e era uma criança extremamente reservada.

Quando completou 19 anos, ingressou no Mosteiro de São Vicente dos Cônegos Regulares de Santo Agostinho, mesmo contrariando os desejos de seu pai. Ficou por lá durante dois anos e depois foi para Coimbra, onde permaneceu por mais uma década, até conhecer os freis franciscanos e mudar-se para mosteiro de São Francisco de Assis, que ficava na Itália.

Apesar de sua fama de casamenteiro, Santo Antônio também é venerado por encontrar coisas perdidas. Durante sua vida, foi reconhecido como um grande orador, que defendia a causa dos pobres e oprimidos e também falava contra as heresias de seu tempo.

Santo Antônio morreu ainda jovem, aos 36 anos, em 13 de junho de 1231, data em que a Igreja celebra seu dia. Ele foi sepultado em uma basílica nos arredores de Pádua, em um lugar que se tornou o destino de muitas peregrinações.

Leia Também   A história de Nossa Senhora Aparecida

Origem da fama de Santo Casamenteiro

Apesar de Santo Antônio não ter escrito sermões sobre casamentos, sua fama de casamenteiro surgiu pois ele ajudava muitas moças humildes a conseguirem os dotes necessários para que se casassem. Certa vez, uma jovem muito pobre pediu a benção de Santo Antônio, quando ele ainda era Frei, porque ela não poderia se casar já que não tinha condições financeiras para tal.

Santo Antônio então abençoou a moça e disse a ela que confiasse. Depois de alguns dias, ela recebeu em sua casa diversas doações e conseguiu se casar.

Como surgiu a superstição

Não se sabe ao certo como surgiram algumas superstições ligadas ao nome de Santo Antônio. Mas, reza a lenda que certa vez, em Nápoles, uma moça jovem, muito bonita, não conseguia arrumar pretendentes. Em um momento de fúria, cansada de tanto pedir a Santo Antônio, a moça atirou a imagem do Santo de ponta cabeça pela janela. Porém, nesse mesmo instante um rapaz que passava pela rua quase foi atingido e quando a moça, já mais calma, foi se desculpar, os dois se viram pela primeira vez e se apaixonaram.

Quer saber mais sobre o Santo Casamenteiro? Leia nosso artigo com os 5 motivos pelos quais fiéis que são devotos de Santo Antônio!

 

Cadastre-se para receber

notícias e promoções.

Comentários

Loja SJO - Produtos em Destaque