Confira Todos os Detalhes do Ano da Misericórdia
Datas Religiosas

Confira Todos os Detalhes do Ano da Misericórdia

No último dia 8 de dezembro o Santo Papa Francisco abriu a Porta Santa na Basílica de São Pedro, dando início ao Jubileu Extraordinário da Misericórdia ou Ano da Misericórdia. Desde então, muito tempo se passou e várias obras foram instituídas, mas qual é o verdadeiro legado desse ano maravilhoso? Confira a seguir.

O verdadeiro legado do Ano da Misericórdia

Desde dezembro do ano passado, mais de 18 milhões de peregrinos passaram pela Santa Sé. Incrível, não é? De todos os 26 anos santos extraordinários nenhum mobilizou tantos fiéis como esse.

O final do Ano da Misericórdia se aproxima, datado em 20 de novembro. Neste período várias portas santas foram abertas no mundo, mas afinal, qual é o verdadeiro legado? Quais foram as obras do ano santo?

Não há como negar, um dos pontos altos do Ano da Misericórdia foi a canonização de Santa Teresa de Calcutá, mais conhecida como Madre Teresa.

Além de eventos tocantes como esse, o Ano da Misericórdia foi vivido intensamente em todos os cantos do planeta, provando que a presença de Deus ainda é muito forte entre os povos, essa é a maior obra iniciada por Francisco.

Segundo Dom Murilo Krieger, Arcebispo de Salvador, em entrevista concedida à Rádio Vaticano, o Ano da Misericórdia foi um verdadeiro acordar para os fiéis católicos, provando quantas coisas belas podem ser feitas por nós, e mais, provou que a verdadeira misericórdia não se encontra apenas nas obras grandiosas, mas sim em pequenos gestos, atitudes e iniciativas do nosso cotidiano.

Segundo o Arcebispo, antes do Ano da Misericórdia, muitos de nós dávamos muito valor para grandes obras como hospitais, orfanatos, asilos, etc. Mas a misericórdia não está limitada a isso e o ano destacou que cada um de nós deve ter um coração misericordioso, acima de todas as obras.

Leia Também   O Que Significa Círio de Nazaré e Qual Sua Origem?

O Ano da Misericórdia nos ensinou a ser como o Pai

De acordo com as 7 obras espirituais e 7 obras corporais, o Ano da Misericórdia serviu para nos unirmos como cristãos, sendo que vários atos belos ficarão marcados por toda a eternidade.

Segundo Dom Leonardo Steiner, Bispo Auxiliar de Brasília, um dos principais legados foi o despertar da grandeza do Evangelho, ou seja, a Misericórdia, seguindo à risca um dos ensinamentos de Jesus: “Ser misericordioso como o Pai”.

Prova disso foi a criação da Pastoral Carcerária, em Brasília, para levar a palavra e o conforto de Deus para os irmãos que se encontram em reclusão. E aqui vai uma curiosidade, para professar sua fé em qualquer lugar, você sabia que existe o Santo Terço da Misericórdia?

O último mês do Ano da Misericórdia

Novembro será marcado pelo Jubileu dos Presos, dia 6, além do Jubileu dos Sem-Abrigo, com audiência, encontro e missa do Papa com os que precisam de um lar, nos dias 11 e 13.

Já o fechamento será no dia 20 de novembro, durante a bela Festa de Cristo-Rei, que também marcará o encerramento da Porta Santa da Basílica de São Pedro.

Como foi o seu Ano Santo? Conte para nós nos comentários e compartilhe o artigo em suas redes sociais. Aproveite e acompanhe em primeira mão os conteúdos da SJO, cadastrando o seu e-mail para receber nossa newsletter gratuitamente.

Você também vai gostar de ler:

Leia Também   Dicas para a celebração do batizado

Cadastre-se para receber

notícias e promoções.

Comentários

Loja SJO - Produtos em Destaque